Reflexões sobre os Tempos Modernos

O mundo está virando de cabeça pra baixo, a uma velocidade moderada. Por isso nem todos percebem, e quando percebem, pensamos nisso e percebemos a situação, mas temos problemas mais urgentes para nos preocupar. Estamos como um sapo sendo cozido na água quente. Se um sapo é colocado na água quente, ele pula fora. Se é colocado na água gelada e esta água é colocada no fogo, o sapo não percebe o que está acontecendo e fica na água até morrer cozido. A 60 anos atrás a humanidade entrou num processo revolucionário, porém esta revolução vem ocorrendo em velocidade moderada, de modo que quando percebemos a mudança, o nova realidade já é considerada normal, sendo tarde demais para reverter essa mudança. A 50 anos atrás, e até hoje, pessoas idosas que percebiam essas mudanças eram consideradas ultrapassadas e ridicularizadas por não gostarem da evolução da sociedade. Porém o tempo vai passando, e quando os problemas aparecem, é tarde demais para voltar atrás, o mundo mudou tanto que fica difícil perceber os problemas a nossa volta, e principalmente a origem destes.


Nascimento do Feminismo

Essa revolução começou a pouco mais de 60 anos, com a II Guerra Mundial. O maior conflito da história da humanidade levou os homens dos países mais industrializados para o campo de batalha. Porém, a guerra precisava do suprimento das indústrias, que não eram robotizadas, e os homens que nelas trabalhavam estavam na guerra. Com isso, as mulheres foram trabalhar nas fábricas, e se sentiram orgulhosas pela sua participação no esforço de guerra. E depois disso, passaram a se sentir frustradas com suas vidas de donas de casa e mães. As mulheres não queriam mais trabalhar em casa, se sentiam mais úteis e mais independentes trabalhando fora e tendo seu próprio dinheiro, não precisando pedir nada para pais e maridos quando queriam comprar alguma coisa. Logo as mulheres começaram a protestar por uma posição diferente na sociedade, queriam ter os mesmos direitos dos homens, queriam ter poder, queriam ter dinheiro, e para isso buscaram seu lugar no mercado de trabalho.


Tecnologia da II Guerra

Ao mesmo tempo, a tecnologia também passava por um processo de transformação iniciada também com a II Guerra Mundial. No esforço de guerra, os governos investiram pesado em novas tecnologias que trouxessem vantagens no campo de batalha. Nos anos de guerra houve uma enorme evolução nos transportes marítimos, terrestres e aéreos. Teve início a era da informática, com a invenção dos primeiros computadores analógicos. As telecomunicações, processos industriais, armas revolucionárias, como os primeiros mísseis, que trouxeram a tecnologia para o lançamento de foguetes para a exploração espacial... o mundo do pós guerra era muito diferente da realidade que a humanidade conhecia.

Tudo mudou muito rápido e as novas tecnologias, a comunicação, a troca de informações cada vez mais fácil, acelerou as transformações. A 100 anos atrás, a energia elétrica, o rádio, o telefone, o carro e o avião, eram novidades revolucionárias. O mundo a nossa volta vem se transformando a uma velocidade cada vez maior, desde o final da idade média, e a uma velocidade espantosa nas últimas décadas. Basta comparar as diferenças do mundo hoje e de apenas 10 anos atrás... 20 anos... 30 anos... Basta assistir a um filme de 20 anos atrás para se perguntar: por que não usam o telefone celular? Cadê os computadores?


Revolução Digital, rápida demais...

A tecnologia vem evoluindo tão assustadoramente depressa, que nossas mentes tem dificuldade em acompanhar. Quem nunca se surpreendeu com alguém muito mais novo se sentir a vontade com uma tecnologia que não existia quando você tinha aquela idade? Quem não se espanta com a capacidade de uma criança ao usar um computador? E o que irá espantar essas crianças daqui 20 anos? As datas variam entre países e regiões diferentes do mundo... em algumas culturas esta ainda é a realidade social, mas nos países industrializados, evoluídos, é coisa do passado... a algumas gerações passadas, o homem da casa trabalhava para sustentar a família, a mulher cuidava da casa e dos filhos, e as crianças iam para a escola e brincavam o resto do dia.

A tecnologia avançou rápido demais, e a sociedade não acompanhou. Prova disto é o subaproveitamento dos computadores e da internet. Não me lembro onde, mas uma vez vi essa frase na TV: "Os computadores que nós sonhávamos se transformaram num eletrodoméstico" (algum personagem militar estadunidense). Me lembro também de uma frase de Bill Gates... que um dia disse que seu notebook tinha um disco rígido de alguns megabytes, e que nunca precisaria de mais do que isso. Não me lembro o valor exato, mas era um valor miserável diante de qualquer pendrive no atual ano de 2008. Hoje temos pendrives de 4 gigabytes, valor que será modesto para quem ler este texto daqui alguns anos. Se Bill Gates, até hoje o milionário símbolo da era da informática, visse um pendrive a 15 anos atrás, não imaginaria que aquela coisinha fosse mais que um chaveiro.

Hoje, os computadores se tornaram eletrodomésticos subutilizados, que milhões de usuários com acesso a internet não têm a mínima noção do poder do equipamento que utilizam. Militares, políticos e milionários empresários de telecomunicações, a 30 anos atrás, ficariam estarrecidos com o potencial da internet. Hoje, que esta se tornou um meio de conversar e encontrar bobagens, poucos sabem que a internet começou como um meio de comunicação militar e científica.

É comum usar computadores para brincar com jogos que não passam de versões graficamente melhoradas dos jogos de Atari. Sim, o velho Atari... dá pra acreditar que a 20 anos o Atari era o videogame de última geração? Naquela época, a Globo mandava no Brasil graças a seu poder de veicular informação para casas em quase todo o Brasil. Hoje, pela internet, qualquer pessoa pode se comunicar instantaneamente com outra em qualquer lugar do mundo, transmitir informação a um baixo custo... e a Globo continua poderosa...

A 30 anos atrás, ter telefone em casa era privilégio de poucos... hoje, pela internet, não há diferença para se comunicar com seu vizinho ou com alguém que está no Japão... temos dentro de casa um aparelho que os controladores de vôo da NASA durante a corrida espacial sequer imaginavam. Com computadores provavelmente mais limitados que uma calculadora financeira atual, eles levaram o homem a lua. A dez anos atrás, os computadores ficavam ultrapassados em apenas um ano. Hoje, esses eletrodomésticos deixaram de evoluir, afinal já são um exagero para se trocar e-mails e jogar cartas. A maioria das pessoas não imagina a capacidade e o poder dessas máquinas.

É inacreditável a maneira como a internet é utilizada, com todo poder de comunicação que possui, ser uma medíocre futilidade para a grande maioria... hoje, a evolução da tecnologia encontrou uma limitação na capacidade humana de acompanhar essas mudanças... porém as consequencias sociais estão aparecendo. Nosso sistema educacional parou no tempo, e as escolas preparam os alunos para um mundo que não existe mais. Adolescentes saem da escola com conhecimento inútil para o mercado de trabalho... que precisa de empregados que não existem. Estamos vivendo hoje a turbulência social causada por uma brusca mudança em nosso mundo. O Brasil passou por um processo de transformação e industrialização, em poucas décadas, que países desenvolvidos levaram séculos para alcançar. Agora nossa sociedade está vivendo o caos que essa evolução artificial gerou. Voltando aos Estados Unidos...


Tecnologia + Feminismo

Na realidade do pós-guerra, a tecnologia facilitou o trabalho das mulheres dentro de casa, que tinham mais tempo livre... aparelhos de limpeza e cozinha economizaram tempo no serviço doméstico... diz-se que cabeça vazia é oficina do diabo... e as mulheres com mais tempo livre, após experimentar trabalhar fora e ter seu próprio dinheiro, se revoltaram com suas vidas e quiseram ter os mesmos direitos dos homens, de trabalhar fora, ter seu próprio dinheiro e mais independência. E conquistaram isso. Até com vantagens, pois a evolução tecnológica, a evolução da mecânica, a informatização... as mulheres, hoje, têm uma posição de vantagem com relação aos homens no mercado de trabalho. A maior força física não traz quase nenhum benefício em um mundo onde as máquinas fazem tudo ao apertar de botões ou comando de computadores.

Hoje o conhecimento é mais importante que a força. A natureza masculina é a da força física. Garotos não querem estudar, querem brincar, jogar, competir. Enquanto as meninas são mais calmas e não tem dificuldade em ficar estudando tranquilamente. A poucas gerações, a mulher trabalhando fora de casa era uma novidade. Hoje a situação está se invertendo e o mercado de trabalho está mais adequado a realidade feminina.

Os homens estão precisando se adequar a um mundo onde os músculos têm menos importância que os livros; onde precisam aprender a se comportar educadamente, onde expressar seus pensamentos e idéias masculinas trazem prejuízos sociais e legais. Os homens estão precisando mudar sua maneira de pensar e de agir. Estão conseguindo, com sofrimento. Comportamentos masculinos ainda agradam as mulheres, mas trazem prejuízos na vida moderna. Basta assistir a filmes de 20, 30, 40 anos atrás, pra quem tem dificuldade de perceber como o mundo mudou. O mundo moderno condena os homens e beneficia as mulheres. Os homens tem de se esforçar para mudar.


Infância nesses tempos modernos...

Diante de um mundo onde os valores femininos são glorificados e os valores masculinos são condenados, as crianças da geração passada foram educadas pela televisão, enquanto hoje algumas são educadas pela internet, um mundo onde tudo pode acontecer... a pouco tempo atrás, as crianças eram educadas pelas mães, que cuidavam da casa e dos filhos, e viviam felizes respondendo as perguntas dos pequenos seres que viviam em um mundo onde tudo era novidade. As mães contavam histórias sobre papai noel, coelhinho da páscoa, cegonha, lobo mal... as crianças brincavam e viviam a infância. Hoje as mães quase não tem tempo para responder as perguntas das crianças, que procuram outras fontes de conhecimento para tirar dúvidas em um mundo totalmente diferente do de suas mães.

E o que as crianças vão aprender em um mundo onde as mães não tem tempo para os filhos, e a televisão e a internet oferecem informações que as crianças estão sedentas para absorver? Claro, a televisão, o computador, a internet, não fazem mal para ninguém, são apenas tecnologias que apareceram para melhorar o mundo. O problema está naquilo que é veiculado... quem nunca se decepcionou com o brinquedo que era fantástico no comercial da televisão? Qual menino não babava com o comercial dos "Comandos em Ação"? Quantos meninos não se frustraram porque seus pais não tinham dinheiro para comprar o que aparecia nos comerciais dos Comandos em Ação? E aqueles que podiam, a frustração que sentiram diante da realidade daqueles bonequinhos que não falavam nem voavam como os da televisão?

Mas a lei mudou muito os comerciais de televisão, nem comerciais de cigarro não existem mais... através dessa tecnologia, são veiculadas mensagens cujo objetivo é gerar lucro, ganhar dinheiro, afinal vivemos em um mundo capitalista, e mesmo os melhores programas, não estariam no ar se não gerassem lucro. Fazer televisão custa caro, e no nosso mundo capitalista, é preciso tomar cuidado com o que vêmos e principalmente, o que as crianças assistem. A internet, por ser um meio de comunicação mais barato, é mais fácil oferecer um conteúdo educativo sem a necessidade de gerar muito lucro para disponibilizar o conteúdo. Porém, também é fácil encontrar qualquer tipo de coisa.


Crescimento da Homossexualidade

A alguns anos atrás, me revoltava as cenas mostradas nas novelas da Globo, onde homens eram ridicularizados, fracos e burros, as mulheres eram fortes, poderosas e inteligentes, e os homossexuais eram glamourizados. Nas novelas da Globo, os homens eram ridículos, e ser gay era bonito, era uma "evolução"... não só na Globo, a pouco tempo atrás o homossexualismo era mascarado e escondido, mas após uma pesada campanha pela aceitação das "diferenças", ouve uma época em que havia uma verdadeira campanha publicitária em favor do homossexualismo.

A sociedade não aceitou e essa campanha esfriou, a própria Globo voltou atrás e hoje as novelas são conservadoras. Até a prefeita de São Paulo ficou marcada pela presença na parada gay e perdeu a reeleição, apesar de ter sido uma boa prefeita. A campanha pelo homossexualismo perdeu a briga para a sociedade brasileira e suas raízes religiosas. Afinal, as grandes religiões não aceitam o homossexualismo, nem as cristãs, católica ou protestante, nem o islamismo, nem o judaismo.

Porém muita coisa mudou, e hoje os gays perderam a vergonha e não se escondem mais, organizam passeatas e conquistaram espaço. Afinal, mostraram que não são poucos, e políticos adoram votos. Aprovaram leis que podem levar para a cadeia quem não tomar cuidado com o que diz. Até a liberdade de expressão e a religiosa estão ameaçadas pelas leis contra a discriminação. Não se pode mais se dizer o que pensa sem ser considerado imoral.

A situação se inverteu. A 20 anos, o homossexualismo era imoral e condenado. Hoje, não se pode ser contra, sem ser condenado como antiético ou até mesmo punido judicialmente. Felizmente a maioria ainda é contra, apesar de ser obrigada a se calar. Até concordo em respeitar os homossexuais, afinal a ciência já chegou a conclusão de que o homossexualismo não tem cura, pois se trata de um problema na configuração do cérebro durante a gestação. Ou seja, o bebê já nasce homossexual.

A custa de muitos traumas e muita dificuldade para se aceitar e ser aceito, os homossexuais merecem compaixão e respeito, pois não tem culpa de serem como são. Deficientes físicos com problemas na gestação ou devido a doenças, são aceitos pela sociedade. Apenas a informação vai levar a sociedade a respeitar os homossexuais. A deficiência deles não é física e visível, mas um problema na gestação que gera um menino com cérebro de menina. É comum transexuais alegarem que sempre se sentiram uma mulher em corpo de homem. E a ciência prova isso. Eu mesmo sempre fui muito duro em minhas opiniões a respeito dos homossexuais, e precisei de conhecimento científico e leitura para entender que eles merecem essa compreensão, e porque eles normalmente são tão abalados psicologicamente.

A sociedade precisa saber a verdade para aceitá-los, mas a verdade científica é politicamente incorreta. Um defeito na formação do corpo é uma deficiência física. É mais politicamente correto criar leis e tentar obrigar a sociedade a aceitar. Com a falta de informação, cria-se um trauma para pais que tem filhos homossexuais, que acabam tendo severas consequencias psicológicas para pais e filhos, e prejudicando ainda mais a já complicada situação dessas vítimas. A realidade científica precisa ser melhor analisada, para que as causas desse engano da natureza sejam conhecidas e essa anomalia seja prevenida. Não sou nenhum cientista, apenas li um livro que trata das diferenças entre homens e mulheres e comenta esse assunto. E segundo esse livro, uma maneira de evitar que o organismo cometa erros durante a gestação, é a mulher viver tranquilamente durante o período da gestação. O estresse físico e mental da gestante pode levar o organismo a cometer erros.


Maternidade x Feminismo

Não precisa ser nenhum cientista para perceber que o estresse é mais prejudicial a mulheres que a homens. No futuro isso será uma realidade, porém deveríamos começar a reavaliar o fato de mulheres grávidas trabalharem. E certamente, já devem existir pesquisas a respeito da diferença da proximidade da mãe na criação e educação das crianças. Segundo o livro que li, o estresse interfere desde a fertilidade da mulher. E hoje, passadas décadas do movimento feminista que pregava a igualdade entre homens e mulheres, estamos vivendo os problemas da falta da mãe na criação das crianças. A maioria das mulheres que trabalha fora, quando as crianças crescem, se arrependem de não ter passado mais tempo com os filhos quando eram pequenos. E as crianças também sofrem muito com a ausência da mãe, numa fase determinante de sua formação.

Mulheres são felizes cuidando dos filhos. O trabalho pode trazer dinheiro, independência e poder as mulheres. Mas não trás felicidade. A felicidade da mulher está no casamento e nos filhos. E para trabalhar, a mulher se sacrifica, sacrifica o casamento, e sacrifica os filhos. Muitas mulheres de sucesso na carreira profissional terminam a vida frustradas, e muitas mulheres já desistiram de uma carreira de sucesso em favor da felicidade na vida.

Eu gostaria de saber pra quem as mulheres querem provar alguma coisa. Se elas esperavam conquistar o respeito dos homens, o tiro saiu pela culatra. Se uma mulher quer ser respeitada por um homem, ela só vai encontrar respeito com um homem que a ame. E o respeito do amor é diferente do respeito ao poder e ao dinheiro. Os homens também se arrependem de não ter se dedicado mais aos filhos, mas sustentar a família é uma obrigação masculina. É um peso que o homem é capaz de suportar. O trabalho, o estresse, mesmo quando mental, é muito mais prejudicial a saúde da mulher que a do homem. A verdade politicamente incorreta é que a mulher foi feita para cuidar da casa e dos filhos. E o homem foi feito para trabalhar.


Resultado: o desastre atual

Homens e mulheres viveram felizes juntos até a II Guerra Mundial. Então as mulheres experimentaram a vida dos homens e quiseram viver como homens. O movimento feminista pregou a maior aberração da história da humanidade, de que homens e mulheres são iguais. Este movimento gerou um caos que hoje está evidenciando suas consequências. Abalou a relação e as diferenças entre homens e mulheres. As mulheres passaram a querer viver como homens, mas sua estrutura biológica, física e mental, sofre com isso. O estresse castiga as mulheres, e até a gestação de bebês é prejudicada. Os homens se viram forçados a aprender a viver num mundo com valores femininos, onde ser homem e gostar de coisas de homem passou a ser condenado.

As mães não estão presentes para educar as crianças, que crescem educadas por um mundo que prega valores femininos. As mulheres querem homens masculinos, mas valores e comportamentos masculinos são condenados pela sociedade com valores femininos. A confusão social gerada pelas mulheres gerou um conflito e uma confusão para os homens. As mulheres são seres naturalmente confusos. Mulheres são inseguras. As mulheres se sentiam inferiores aos homens porque estes tinham o poder nas mãos. Se revoltaram e resolveram tomar o poder. Conseguiram. Mas a sociedade governada por valores femininos é um caos onde homens e mulheres sofrem e não conseguem se entender. As mulheres agora sentem falta da liderança masculina. E sentem falta de homens. Enquanto isso, os homens são massacrados pela sociedade.

Desde pequenos na escola, os meninos são forçados a se comportar tão bem quanto as meninas, estas sim, tem um comportamento exemplar. Desde pequenos, os meninos são condenados por serem homens. As mulheres conquistaram tudo aquilo que queriam com o movimento feminista. E hoje, homens e mulheres estão pagando o preço do maior erro social da história da humanidade. As mulheres assumiram o controle da sociedade, e o resultado foi trágico.

Não que os homens sejam excelentes líderes. Os valores masculinos geraram guerras e destruição dos recursos naturais. Porém os homens aprenderam boas lições nesse período, o tempo passou e o mundo mudou muito. Os jovens de 50 anos atrás a até pouco tempo, davam risada dos idosos que diziam que o mundo estava perdido. Talvez esteja na hora de reconhecer a sabedoria dos mais velhos. Chegou a hora das mulheres reavaliarem suas vidas, voltar pra casa, viverem felizes e se dedicarem mais aos filhos, e deixar o peso da responsabilidade para os homens. Quanto antes a sociedade reconhecer os erros, mais cedo os danos serão consertados.

Nós sabemos reconhecer que se um livro passa alguns anos na lista dos mais vendidos, mesmo não lendo o livro, entendemos que deve haver alguma coisa muito boa naquele livro. A bíblia é o livro mais vendido na história da humanidade, a mais de dois mil anos. Não é preciso ler a bíblia para reconhecer que quem escreveu esse livro merece atenção. A bíblia condena o homossexualismo. Também condena a promiscuidade. E hoje sofremos as consequências dessas práticas, com doenças que nos ameaçam.

A bíblia também diz que o homem é o líder, e a mulher deve ser fiel ao homem. As mulheres se revoltaram e quiseram ser iguais aos homens. Pode ser um discurso "ultrapassado"... mas o mundo dá voltas, e muita gente, depois de sofrer muito, acabou descobrindo que nessa filosofia antiquada está um dos "segredos" da felicidade.

Daniel Coelho
05/06/2008
.pdf : arquivo para impressão
Filosofia : menu de textos
CoelhoVoador.net : página inicial
TocadoCoelhoVoador.blogspot.com : meu blog