Ato Médico: Sandice

Quando se fala em Doutor, logo pensamos em médicos. Mas Doutor é quem tem doutorado. Os médicos ganharam o título de doutor pelo respeito merecido por sua profissão digna e honrada, pelo tamanho conhecimento, esforço e tempo de estudos, que vão muito além dos quase dez anos de estudos iniciais, exigindo atualização e aperfeiçoamento por toda a carreira do médico.

Porém, alguns profissionais durante as últimas décadas arruinaram a imagem de dignidade do médico. Falta de ética aliada a ganância de ganhar muito mais do que seus já altos e merecidos rendimentos, abusando do conhecimento superior a ignorância dos pacientes, normalmente em situação de dependência e preocupação proporcional a seus problemas de saúde... muitos médicos brincam com seus pacientes, jogando de um lado para o outro, de um médico para outro... vence o jogo quem tirar mais dinheiro do doente. Mas o maior vencedor nessa brincadeira são os laboratórios farmacêuticos. Vendendo remédios com preços altos, a clientes que não tem escolha nem conhecimento, dependendo de médicos que receitam remédios como se fosse arroz e feijão, quando nem de nutrição entendem como deveriam... alguns com a facilidade de sequer olhar direito a cara do paciente, e lhe passar uma receita.

Consequência disso, de gastos ilimitados com consultas, exames e remédios que não acabam nunca, por menor que seja o problema - por isso homens não gostam de ir ao médico - inclusive quando não existe o problema, ou quando a dor é causada por uma simples tensão muscular, causada por estresse e resolvida com uma simples massagem. Massagem, terapias naturalistas... hoje o povo está redescobrindo alimentos, ervas, chás naturais, recorrendo a farmácia do mercadão popular e terapias alternativas. Porque percebeu que as vezes é simples resolver um problema que seria uma tragédia nas mãos dos médicos.

Médicos Reacionários, aliados a deputaiada, tiveram a brilhante iniciativa de inventar o Ato Médico, um ato desesperado na tentativa de sabotar essa fuga dos pacientes dos consultórios médicos e farmácias. Nem mesmo fisioterapeutas poderão atender seus pacientes sem a permissão de um médico, caso essa sandice se torne lei. Mas sabem como é, lei no Brasil... depende também da aprovação popular... vamos ver se essa vai pegar... vamos ver se o povo, já cansado dos abusos dos médicos, vai aceitar ser obrigado a pedir permissão a um médico até para peidar. Ou se isso irá apenas cansar ainda mais e revoltar os pacientes contra os antigos Doutores.

Se os médicos desejam recuperar o respeito dos seus clientes, deveriam aprender a tratá-los como pacientes. Não será através de uma lei autoritária e ditatorial que a classe médica irá recuperar o mercado perdido, pois esta irá revoltar ainda mais quem for obrigado a consultar um médico sem necessidade. Serão todos contra os médicos, pacientes e profissionais da saúde e bem-estar. A reputação da classe médica já está comprometida por anos de desrespeito, gerações de médicos que não honraram a dignidade da profissão e uma indústria farmacêutica diabólica por trás. Alternativas apareceram, e um ato desesperado como esse, mal-intencionado, anti-democrático, autoritário, abusivo e burro, vai acabar sendo como um tiro no próprio pé...

Daniel Coelho
24/12/2009
.pdf : arquivo para impressão
Filosofia : menu de textos
CoelhoVoador.net : página inicial
TocadoCoelhoVoador.blogspot.com : meu blog